Martin Scorsese e Francis Copolla fizeram críticas quanto aos filmes da Marvel, dizendo que eles não são “cinema de verdade” e que são desprezíveis. Logo em seguida, o responsável por Guardiões da Galáxia, James Gunn, se posicionou contra ambos, dizendo que às vezes nem mesmo “alguns gênios são capazes de apreciar”. Agora é a vez do CEO da Disney, Bob Iger comentar o assunto.

Em uma conversa com o The Wall Street Journal, Iger questiona o discurso de Francis Copolla:

“Quando Francis usa essas palavras e diz que ‘os filmes são desprezíveis’, ele está falando com quem?” – comentando também que o sucesso da Marvel existe porque eles desenvolvem filmes o público quer assistir.

“Estamos na indústria de fazer dinheiro; estamos em um negócio lucrativo. Ao mesmo tempo, na Disney, estamos tentando equilibrar isso contando boas histórias ao mundo e infundindo-os com bons valores, além de apoiar uma base empregatícia de mais de 200 mil funcionários em todo o mundo com muito cuidado e, francamente, com respeito”

Iger também argumenta que as críticas de Copolla foram desrespeitosas, especialmente com as pessoas que colocam seus esforços em desenvolver um produção cinematográfica.

“Não me incomoda [as críticas perante aos filmes]. Exceto pelas pessoas que trabalham nesses filmes”

Apesar de ter se posicionado de modo firme, ele também elogia ambos os diretores.

“São duas pessoas que aprecio muito, pelos filmes que fizeram e que todos nós assistimos. Se eles querem falar m*** estão no direito deles”

Jornalista, ganhou popularidade na internet por ser o dono do Planeta Sonic, um dos maiores canais do YouTube no Brasil sobre o mascote da SEGA. Trabalha há mais de dez anos escrevendo sobre games para diversos canais importantes do país.
Comentários