Você sabe o que é um demake? Ele é basicamente o inverso de um “remake”, onde um jogo moderno é refeito para um console mais antigo.

Podemos dizer que o Sonic 1 do Master System, por exemplo, é um demake do Sonic 1 do Mega, já que foi lançado posteriormente e conta com as mesmas fases, apesar de ter conteúdos e elementos inéditos.

Além disso, essa semana mostramos um vídeo aqui no Criabits de como seria o Resident Evil 2 em 8 bits. Pensando nisso, trouxemos uma lista com 5 demakes de jogos famosos.

FINAL FANTASY VII PARA NES

Final Fantasy VII para Nintendinho é um jogo não-oficial desenvolvido pelos chineses da Shenzhen Nanjing Technology. A história, itens, magias e muitas coisas do jogo original estão aqui, além de algumas side-quests inéditas.

O interessante é que, diferente de outros jogos não licenciados, este cobre a história inteira do Final Fantasy VII, incluindo cenas icônicas, cenários típicos, inimigos etc.

HALO 2600 PARA ATARI

Diferente do anterior, Halo 2600 foi desenvolvido por Ed Fries, que era vice presidente da divisão de games da Microsoft, ou seja, este é licenciado.

Quando adolescente, Fries desenvolvia games para o Atari em sua casa por pura diversão e, anos mais tarde, ele resolveu desenvolver o Halo 2600 por puro entretenimento também.

O game foi lançado em julho de 2010 durante a Classic Gaming Expo e, na exposição, havia 150 cópias do game.

MIGHTY GUNVOLT

Mighty Gunvolt não é necessariamente um demake, porque foi lançado para os portáteis da sua geração como o 3DS e PS VITA, mas utiliza gráficos 8-bits bem semelhantes ao Mega Man Clássico do Nintendinho.

Ele utiliza os conceitos, chefes e itens de Azure Strike Gunvolt.

QUEST: BRIAN´S JOURNEY

Este é um demake do Quest lançado para o Nintendo 64, sendo um dos poucos RPGs lançados para o console da BigN.

A versão de GameBoy Color foi desenvolvida pela Atelier Double e funciona como o jogo do console de mesa, mas com gráficos mais simples devido a plataforma escolhida.

SUPER SMASH LAND

Este é um demake do Super Smash Bros lançado em 2011 para diversas plataformas como Windows, Android, iPhone e MacOS porém, utilizando visuais típicos do GameBoy clássico.

O programador e desenvolvedor geral foi Dan Fornace, utilizando o Game Maker 7 como engine. Atingindo “em cheio” o coração dos nostálgicos, ele possui excelente gameplay e foi muito bem recebido pelos retrogamers.

Jornalista, ganhou popularidade na internet por ser o dono do Planeta Sonic, um dos maiores canais do YouTube no Brasil sobre o mascote da SEGA. Trabalha há mais de dez anos escrevendo sobre games para diversos canais importantes do país.
Comentários