Como resultado dos processos movidos contra a Riot Games, a empresa terá de desembolsar 10 milhões de dólares para favorecer todas as mulheres que trabalharam por lá nos últimos cinco anos.

Segundo a ação judicial, a Riot Games tinha muitos problemas internos relacionados a desigualdade de gênero, pagando salários menores às mulheres, fazia promoções de funcionários baseados no gênero, não na competência, e ainda havia casos de assédio sexual e machismo.

Esses 10 milhões de dólares serão distribuídos às mulheres levando em consideração o tipo de dano sofrido, tempo de trabalho e cargo ocupado.

Jornalista, ganhou popularidade na internet por ser o dono do Planeta Sonic, um dos maiores canais do YouTube no Brasil sobre o mascote da SEGA. Trabalha há mais de dez anos escrevendo sobre games para diversos canais importantes do país.
Comentários